Aumenta para oito o número de mortos em acidente em hidrelétrica russa

Moscou, 17 ago (EFE).- Autoridades russas informaram que já são oito os mortos e 54 os desaparecidos no acidente de hoje na central hidroelétrica Sayano-Shushenskaya, no rio siberiano Yenisei (república da Cacássia), na Rússia.

EFE |

"Segundo dados preliminares, morreram oito operários que trabalhavam na sala de máquinas e nas turbinas, dez ficaram feridos e cerca de 54 estão desaparecidos", informou Vladimir Markin, chefe do comitê de investigação da Promotoria russa.

O funcionário acrescentou que "devido à explosão de um transformador de óleo, o teto e as paredes da sala de máquinas, onde se encontram as turbinas, vieram abaixo, começando a encher o recinto de água", segundo as agências russas.

As equipes de resgate conseguiram frear a entrada de água na sala de máquinas e continuam buscando os desaparecidos.

Segundo dados preliminares, no momento do acidente se encontravam na estação mais de 70 pessoas.

O acidente é o mais grave da história da central Sayano-Shushenskaya, a maior hidrelétrica da Rússia, com uma potência de 6.400 megawatts.

Segundo a administração da central, não se há "danos visíveis na represa", de 245 metros de altura, 1.066 metros de comprimento e 110 metros de grossura em sua base.

O ministro de Situações de Emergência, Serguei Shoigu, assegurou que não há perigo de destruição da represa e inundação de localidades próximas.

No entanto, o acidente na central provocou pânico nos habitantes das locais, que temem uma inundação.

Segundo as agências russas, as autoridades descartam a evacuação da localidade de Sayanogorsk, de 60.000 habitantes, que se encontra cerca de 35 quilômetros da central.

Shoigu antecipou que a reparação das seqüelas da avaria, que desativou três dos dez geradores, pode levar anos.

O rio Yenisei, que tem cerca de 4 mil quilômetros de comprimento, desemboca no oceano glacial Ártico e é um dos rios mais caudalosos do planeta. EFE io-mb/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG