Aumenta para 51 o número de mortos em explosão no Iraque

BAGDÁ (Reuters) - O número de mortos em uma explosão com dois carros-bomba em um movimentado mercado de Bagdá aumentou para 51 nesta quinta-feira, informou a polícia, e o mais importante partido político sunita do país condenou o ataque em uma região muçulmana xiita. Os carros-bomba, que explodiram na quarta-feira, também feriram 76 pessoas na maior área pobre da capital, em Sadr City, após uma série de outros ataques realizados em duas semanas, provocando temores sobre a possibilidade a volta de um amplo e sangrento conflito sectário no Iraque.

Reuters |

Um terceiro carro-bomba foi encontrado em um local de estacionamento de táxis e teve seus explosivos desativados pelas forças de segurança.

O Partido Islâmico Iraquiano, o principal partido político no parlamento a representar a minoria sunita do país, denunciou o ataque como uma ostensiva tentativa de estimular novos conflitos entre os sunitas e os xiitas.

"As mãos sangrentas querem que os iraquianos sintam medo", informou o partido em um comunicado.

"Estas explosões em Sadr City são parte de uma grande conspiração dos inimigos do Iraque. Nós apelamos para todos os grupos políticos e o governo iraquiano, e especialmente as forças de segurança, para acalmar este motim."

(Reportagem de Muhanad Mohammed)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG