Aumenta para 32 número de sobreviventes de naufrágio nas Filipinas

Manila - Trinta pessoas apareceram esta madrugada no litoral das Filipinas, após sobreviverem ao naufrágio de uma embarcação com 747 pessoas a bordo - acidente causado pelo tufão Fengshen - o que aumenta para 32 o número de sobreviventes da tragédia.

Redação com agências internacionais |

A rádio local "DZBB" informou hoje que os sobreviventes foram encontrados no final da noite de ontem na província de Bondoc, quase 100 quilômetros ao norte da ilha de Sibuyan, local do naufrágio do barco Princess of Stars.

Tempestade

Com ventos de 120 quilômetros por hora, a tempestade se aproximou na madrugada deste domingo da capital, Manila, onde arrancou árvores e provocou a interrupção do fornecimento de eletricidade.

As Filipinas são um dos países mais atingidos por tufões no mundo, com uma média de mais de 20 a cada ano. O tufão Fengshen, que assola o arquipélago desde sábado, teria deixado inicialmente 155 mortos e centenas da desaparecidos, segundo um registro provisório oficial divulgado domingo e que poderá aumentar após a contagem de mortos do naufrágio do barco.

Na província de Iloilo, no centro do arquipélago, uma das regiões mais afetadas pelo tufão, pelo menos 60 pessoas morreram e outras 60 desapareceram, informou o administrador provincial Manuel Mejorada.

O tufão Fengshen -nome do deus do vento chinês- chegou na sexta-feira às Filipinas e causou grandes inundações e deslizamentos de terra no centro do país.

A maioria das vítimas da província de Iloilo morreu afogada, vítima das inundações, afirmou Mejorada. Seus corpos foram encontrados quando começou a baixar o nível da água neste domingo, explicou.


Tufão deixou ao menos 155 mortos nas Filipinas / Reuters

Buscas continuam

Uma embarcação da guarda costeira que varre as águas em torno da balsa de vinte e três toneladas tentava confirmar relatos de que alguns passageiros conseguiram alcançar uma pequena ilha próxima.

Chinelos de crianças e coletes salva-vidas foram encontrados na praia. Ao todo, eram 724 passageiros e 121 tripulantes.

Pelo menos duas outras embarcações da guarda costeira estavam a caminho para auxiliar os esforços de resgate. Tamayo disse esperar que os mergulhadores sejam capazes de vasculhar o barco submergido na segunda-feira.

Ele disse ainda que não há sinais de vazamento de combustível, mas acrescentou que uma equipe especializada em vazamentos de óleo deve chegar ao local com uma das embarcações da guarda costeira antes da madrugada de segunda-feira.


Tufão e forte chuva deixaram várias regiões submersas / Reuters

(Com informações na BBC Brasil, AFP e Reuters)

Leia mais sobre: Filipinas

    Leia tudo sobre: filipinas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG