Aumenta para 31 o número de mortos após explosão de mina de carvão na China

Pequim, 18 jun (EFE).- O número de pessoas mortos após a explosão de uma mina de carvão na província de Shaanxi (norte) chegou a 31 após os serviços de resgate encontrarem outros três corpos no interior da escavação, informou hoje a agência oficial Xinhua.

EFE |

A explosão aconteceu na última sexta nas instalações de uma mina da Anxin Coal Mining Co. Ltd., localizada na cidade de Xiaoyi, enquanto 58 mineiros trabalhavam sob a terra.

Quinze pessoas conseguiram escapar por conta própria da explosão e outras nove foram resgatadas pelos serviços de resgate e posteriormente hospitalizados.

Durante as primeiras horas, as equipes de resgate encontraram 27 corpos, enquanto sob os escombros da explosão permaneciam sete pessoas desaparecidas, das quais já se encontraram quatro - três hoje e outro ontem -, todos mortos.

A Polícia prendeu o diretor da mina, o subdiretor e outros dois funcionários responsáveis pelo uso da dinamite, após as investigações determinarem que explosivos de fabricação caseira causarem a detonação.

As minas de carvão chinesas são as mais perigosas do mundo, com 3.770 mortos em 2007 (número que representa, no entanto, uma diminuição de 17,7% com relação ao ano anterior), por causa de fatores como a falta de medidas de segurança, a mineração ilegal ou a exploração exagerada das jazidas. EFE gmp/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG