Gaza, 28 dez (EFE).- Pelo menos 271 palestinos morreram e 900 ficaram feridos no bombardeio aéreo israelense na Faixa de Gaza iniciado ontem e que continuou esta madrugada com cerca de 20 ataques, informaram fontes médicas palestinas.

O número de vítimas pode aumentar nas próximas horas, tanto pela continuação dos ataques, como pelo estado crítico em que se encontram 120 feridos.

Cerca de 65 palestinos perderam a vida na última onda de ataques da Força Aérea israelense contra sedes do Hamas, oficinas metalúrgicas e mesquitas, declarou o responsável do serviço de emergências em Gaza, Moawiya Hasanie, à emissora de rádio "Al Quds".

Pelo elevado número de vítimas, a operação representa o mais sangrento ataque israelense contra os palestinos desde a Guerra dos Seis Dias de 1967. EFE sar-ap/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.