Aumenta a vantagem da oposição de direita em Israel, segundo pesquisa

Uma pesquisa publicada nesta segunda-feira mostrou o aumento da vantagem da oposição de direita dirigida pelo líder do Likud, Benjamin Netanyahu, a duas semanas das eleições legislativas em Israel.

AFP |

O partido Likud, que possui atualmente 12 das 120 cadeiras do Parlamento unicameral, conseguiria 30 deputados, segundo esta pesquisa publicada no site do jornal Haaretz, uma semana depois do final da ofensiva israelense em Gaza.

O partido Kadima (centro direita, no poder), dirigido pela ministra das Relações Exteriores Tzipi Livni, retrocede claramente, conseguindo apenas 22 votos, contra 29 que tem no presente.

Graças ao apoio dos partidos religiosos e ao fortalecimento do partido de extrema direita Israel Beiteinu, o bloco de direita obteria uma maioria de cerca de 65 deputados.

Este partido laico, criado por imigrantes da ex-União Soviética, dirigido pelo deputado Avigdor Lieberman, partidário da linha dura, conseguiria 16 cadeiras em comparação com as 11 da legislatura atual, de acordo com a pesquisa.

Os trabalhistas (centro esquerda), dirigidos pelo ministro da Defesa Ehud Barak, obteriam 17 deputados, contra os 19 atuais.

Barak é o candidato preferido dos israelenses para ocupar o cargo de ministro da Defesa, e sua popularidade aumentou depois das três semanas da ofensiva israelense em Gaza.

A pesquisa foi realizada pelo instituto independente Migdam, entre uma facção representativa da população de 500 pessoas, com uma margem de erro de 4,5%.

Um estudo realizado pelo mesmo instituto em 24 de dezembro, antes da ofensiva na Faixa de Gaza, dava 31 cadeira ao Likud, 25 ao Kadima, 12 ao Israel Beiteinu e 11 ao Partido Trabalhista.

ms/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG