havia sido reivindicado pela Al-Qaeda da Península Arábica, cuja base fica no Iêmen, em 28 de dezembro. " / havia sido reivindicado pela Al-Qaeda da Península Arábica, cuja base fica no Iêmen, em 28 de dezembro. " /

Áudio atribuído a Bin Laden assume responsabilidade por tentativa de ataque do Natal

Um novo áudio supostamente do líder da Al-Qaeda, o saudita Osama bin Laden, reivindica a responsabilidade por uma tentativa de explodir um voo entre Amsterdã e Detroit em 25 de dezembro. O ataque frustrado, lançado pelo nigeriano Omar Farouk Abdulmutalab, http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/12/28/al+qaeda+assume+autoria+de+atentado+frustrado+em+aviao+americano+site+9258056.htmlhavia sido reivindicado pela Al-Qaeda da Península Arábica, cuja base fica no Iêmen, em 28 de dezembro.

iG São Paulo |

Na gravação, divulgada neste domingo pela rede de TV Al-Jazira e dirigida diretamente ao presidente dos EUA, Barack Obama, a voz atribuída a Bin Laden também adverte o líder americano de que haverá novos ataques caso o Washington continue a apoiar Israel.

"Nossos ataques continuarão enquanto for mantido o apoio americano a Israel", disse Bin Laden, afirmando que os Estados Unidos nunca viverão em paz até que haja "paz na Palestina". "Não é justo que os americanos tenham uma vida (boa) enquanto nossos irmãos (no território palestino da Faixa de) Gaza sofrem uma situação miserável", afirmou. A autenticidade da gravação não foi confirmada por fonte independente.

Esta é a primeira mensagem atraibuída a Bin Laden desde uma gravação sonora divulgada em 25 de setembro, quando supostamente exigia a retirada dos soldados europeus do Afeganistão. No áudio de
dez minutos de duração, Osama havia advertido Obama de que ele seria "incapaz" de terminar com as guerras no Iraque e no Afeganistão.

Abdulmutalab, qualificado por Bin Laden de herói, tentou explodir uma bomba em um avião da companhia Delta que aterrissaria em Detroit, mas a bomba que levava falhou. O material explosivo teria sido conseguido no Iêmen. Abdulmutallab foi indiciado nos EUA pela tentativa de ataque .

AP
Abdulmutallab

O nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab


Quando assumiu a autoria do ataque, em 28 de setembro, o grupo Al-Qaeda da Península Arábica disse, em um comunicado, que a ação era uma represália "pela injusta agressão americana contra a Península Arábica" e reconheceu que a bomba "não explodiu por causa de uma falha técnica", apesar de ter sido testada previamente.

*Com informações da EFE e da BBC

Leia também:

AP

Foto de abril de 2008 e duas novas projeções de Osama bin Laden

Foto de 1998 e duas novas projeções de Osama bin Laden

Leia mais sobre Osama bin Laden  e terrorismo

    Leia tudo sobre: al-qaedabin ladeneuaobamaterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG