Atropelado por Schumacher não reconheceu piloto

Um vendedor de carros britânico foi atropelado em Kent, interior da Inglaterra, por uma van dirigida pelo campeão sete vezes da Fórmula 1 Michael Schumacher. Um porta-voz do piloto alemão confirmou o incidente e acrescentou que Schumacher cooperou com a polícia, mas não informou a razão de o campeão estar em Kent dirigindo uma van.

BBC Brasil |

Martin Kingham, 39 anos e dono de uma concessionária, estava fechando o portão de segurança de sua loja em Lydd, na tarde de domingo, quando uma van Fiat atingiu a ponta do portão.

A barreira atingiu a perna de Kingham e ele foi atirado para cima do capô de um dos carros. O dono da concessionária não se machucou e a van dirigida por Schumacher sofreu apenas danos leves.

A polícia foi chamada e ajudou Kingham e Schumacher a trocarem informações, nenhuma outra providência foi tomada.

História verdadeira
Martin Kingham afirmou que o policial que estava no local do atropelamento disse que não acreditava que o motorista da van era o campeão de Fórmula 1.

"Aquele indivíduo falou que é Michael Schumacher e eu disse: 'Quer saber, ele não parece nem um pouco com ele'", disse Kingham lembrando o que o policial chamado para o local do acidente disse.

"Então, de repente, a ficha caiu. Quando liguei para meu sócio, mais tarde, e disse que ele nunca iria acreditar quem tinha me atropelado, ele não acreditou", afirmou.

Segundo Kingham, os assessores de Schumacher chegaram ao local do incidente e o levaram embora.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG