Viena, 11 dez (EFE).- Um ator austríaco teve que receber atendimento de urgência por um grave corte no pescoço quando interpretava um suicida com uma faca de verdade no famoso teatro Burgtheater, de Viena.

A cena, que esteve a ponto de custar-lhe a vida, correspondia ao episódio de "Mary Stuart" de Friedrich Schiller, no qual Mortimer, interpretado por Daniel Hoevels, se suicida após saber que um atentado contra a rainha Isabel da Inglaterra tinha fracassado.

Quando o ator encenou sua morte jorrou sangue real, ele cambaleou e caiu no palco, o que foi respondido pelo público com aplausos, segundo informou o jornal "Österreich".

Embora o fato tenha ocorrido no sábado passado, a informação só vazou agora, quando o jornal informou sobre os fatos.

Apesar de sangrar de forma abundante e de o ferimento ser grande, o ator conseguiu sair com vida do incidente.

"Se a ferida tivesse sido só um pouco mais profunda ele teria se afogado em seu próprio sangue", explicou um médico que atendeu o ator no hospital.

Hoevels, de 30 anos, pôde retornar ao hotel onde se alojava com sua companhia teatral nessa mesma noite, mas a Polícia começou a investigar se não se tratava de um acidente e se havia alguma intencionalidade nos fatos.

O "Österreich" indicou que as investigações policiais apontam para um erro do contra-regra. EFE ll/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.