Ativistas são presos em Mianmar ao pedir libertação de Suu Kyi

Bangcoc, 30 dez (EFE).- A polícia de Mianmar ( antiga Birmânia) prendeu hoje nove ativistas que se manifestavam em Yangun pela libertação da líder da oposição birmanesa e vencedora do prêmio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi, informaram testemunhas.

EFE |

Os oito homens e uma mulher detidos levavam camisetas do movimento de oposição ao regime militar que governa o país, a Liga Nacional para a Democracia, e mostravam cartazes que diziam "Suu Kyi livre".

Os manifestantes caminharam pelas ruas principais da cidade durante pelo menos 30 minutos e pararam em frente ao Parlamento antes de serem presos, asseguram testemunhas.

Aung San Suu Kyi viveu 13 dos últimos 19 anos confinada em sua casa de Yangun.

A Junta militar ampliou sua ordem de prisão domiciliar por mais um ano, em maio.

Filha do herói nacional da independência Aung San, a oposicionista Suu Kyi venceu as eleições legislativas de 1990 por maioria arrasadora, uma vitória que nunca foi reconhecida, porém, pelos generais que governam o país desde 1962. EFE tai/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG