Ativistas protestam em Brasília contra golpe em Honduras

Brasília, 30 jun (EFE).- Ativistas de movimentos sociais se reuniram hoje diante da Embaixada de Honduras em Brasília para protestar contra o golpe de Estado e exigir o retorno imediato do presidente deposto Manuel Zelaya.

EFE |

Os cerca de 50 participantes do protesto entregaram aos diplomatas hondurenhos uma carta em que expressaram "repúdio a um golpe de Estado que atenta contra o processo democrático".

Segundo o documento, "o Governo Zelaya se caracterizou pela defesa dos operários e dos camponeses", o que provocou "a reação da direita" hondurenha.

"Esses fatos são ações desesperadas da oligarquia, da direita e das empresas transnacionais, que pretendem preservar seus lucros econômicos", explica a carta.

A manifestação foi convocada por diversos sindicatos, pelo Movimento dos Sem-Terra (MST) e outras organizações de esquerda.

Entre os participantes esteve o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), que lembrou a posição do Governo brasileiro, que "condenou o golpe" e exigiu o retorno de Zelaya ao cargo. EFE ed/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG