Ativistas protestam contra matança de 400 cangurus

Grupos que lutam pelo bem-estar dos animais organizaram um protesto neste sábado em uma base militar próximo de Canberra, capital da Austrália, depois que militares anunciaram que vão matar cerca de 400 cangurus. As autoridades militares alegam que os marsupiais - que são símbolos da Austrália - estão ameaçando a fauna da região ao consumir em excesso o pasto.

BBC Brasil |

Um porta-voz do exército da base militar de Belconnen disse que os cangurus estão provocando danos ambientais de grande proporção. Entre os animais ameaçados pela ação dos cangurus estariam lagartos e grilos.

Os militares chegaram a sugerir uma operação para realocação dos marsupiais, mas a idéia foi descartada devido ao alto custo envolvido.

Os cangurus serão caçados com dardos contendo tranqüilizantes e receberão em seguida injeções letais. A base militar de Belconnen foi cercada por ativistas, que protestam contra a decisão.

Segundo o correspondente da BBC em Sidney Phil Mercer, os australianos se dividem na opinião sobre os cangurus. Alguns acreditam que o animal simboliza a biodiversidade da natureza do país, enquanto outros vêem os cangurus como "pragas".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG