Jerusalém, 14 jun (EFE) - Cerca de 100 ativistas palestinos e israelenses de esquerda se manifestaram hoje na aldeia de Susia, nos arredores de Hebron, na Cisjordânia, para protestar contra os ataques de colonos judeus à população palestina. Os manifestantes fizeram uma passeata em Susia depois que, na segunda-feira, um grupo de colonos atacou uma família palestina. O incidente foi filmado e divulgado pela ONG israelense de direitos humanos BTselem.

Com a manifestação, os ativistas exigem maior determinação por parte das forças da ordem na hora de defender a população palestina dos ataques dos colonos, e que os agressores sejam levados à Justiça.

A família palestina foi atacada por judeus encapuzados e armados com pedaços de pau quando cuidava de seu rebanho na aldeia.

Uma mulher de 68 anos ficou gravemente ferida por causa dos golpes e foi levada a um hospital, enquanto outras duas pessoas, entre elas seu marido, de 70 anos, sofreram ferimentos leves.

A Polícia israelense investiga o incidente, mas, por enquanto, não chegou aos culpados, como em outro episódio ocorrido há só dois meses.

Na ocasião, um jovem palestino foi espancado por um colono judeu, sem que este tenha sido detido.

Por causa deste e outros fatos nos últimos anos, a B'Tselem começou, em janeiro de 2007, uma campanha chamada "Armados com câmera", que pede a palestinos que aceitem seus aparelhos e filmem ataques dos colonos para conscientizar a população israelense do que a população palestina sob ocupação tem que suportar. EFE elb/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.