Ativistas planejam manifestação por cúpula do G20

LONDRES - Militantes do movimento antiglobalização planejam uma grande manifestação no centro financeiro de Londres por ocasião da cúpula do Grupo dos Vinte (G20, os países mais ricos e os principais emergentes), que será realizada em 2 de abril na capital britânica.

EFE |

Segundo informa hoje o jornal "Evening Standard", o protesto está previsto para a véspera, dia em que chegarão a Londres a maioria dos chefes de Estado e de Governo desse grupo para discutir medidas frente à crise econômica.

A reunião contará com a presença, entre outros, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos chefes de Estado dos EUA, França, México e Argentina, além de vários chefes de Governo, entre eles o espanhol, a chanceler alemã e o primeiro-ministro da Itália.

A manifestação planejada ameaça causar graves perturbações, já que os participantes tentarão bloquear o trânsito e o acesso a muitos edifícios, colocando seus sacos de dormir na calçada, acrescenta o jornal.

"As pessoas estão indignadas, porque estão ficando sem trabalho e os banqueiros continuam recebendo bonificações. Muitos também estão com a legislação do Governo sobre aeroportos, que permitirá construir uma terceira pista em Heathrow", disse uma fonte do movimento ativista.

Leia mais sobre G20

    Leia tudo sobre: g20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG