Genebra, 20 out (EFE) - Mais de 18 mil sutiãs foram pendurados hoje no Palácio Federal de Berna (sede do Executivo e do Parlamento suíços) como ação simbólica em favor de uma divulgação da detecção precoce do câncer de mama. Inicialmente, os organizadores pretendiam pendurar 1.500 sutiãs, um para cada uma das mulheres que morreram no ano passado por causa dessa doença na Suíça.

No entanto, receberam 12 vezes mais sutiãs desde julho, quando fizeram a convocação para recolher essas peças e realizar o ato, com o qual buscavam sensibilizar as autoridades sobre a importância de apoiar os programas de detecção precoce.

Menos de um terço dos 26 cantões da Suíça implementou programas para oferecer um acesso sistemático (cada dois anos) à mamografia preventiva às mulheres em idades de maior risco.

O câncer de mama é a maior causa de mortalidade das mulheres na Suíça, segundo a Liga de Luta contra o Câncer. EFE is/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.