Ativistas ficam nuas em Nova York para protestar contra produção de carne

Nova York, 21 abr (EFE).- Duas ativistas da organização Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais (Peta, em inglês) tomaram banho nuas hoje no bairro nova-iorquino de Times Square para denunciar o impacto devastador da produção e consumo de carne para o planeta.

EFE |

Em uma ducha improvisada em plena Broadway, as defensoras dos animais Chloe Jo Berman e Ashley Lou Smith distribuíram vários panfletos aos transeuntes, nos quais eram informados de que para produzir um quilo de carne é necessário o equivalente à água utilizada por uma pessoa para seu banho durante um ano inteiro.

Nuas atrás de um cartaz onde se lia "Limpe sua consciência: torne-se vegetariano", as ativistas tomavam banho em plena rua e posavam para as câmeras.

Enquanto isso, afirmavam ao público que criar animais para consumo humano gera mais emissões de gases causadores do efeito estufa do que todos os produzidos por carros, caminhões e aviões em todo o mundo.

"Não precisamos de carne para sobreviver. Eliminando-a da dieta, uma só pessoa pode economizar milhares de litros de água, porque é muito egoísta de nossa parte desperdiçá-la assim, quando há lugares onde não há nada para beber", disse Ashley Lou Smith, moradora do bairro do Brooklyn.

Já Chloe Jo Berman, residente em Manhattan, ressaltou que "é impossível ser 'verde' sem ser vegetariano, porque mudando apenas sua dieta as pessoas podem proteger o planeta e os animais, além de sua saúde".

O famoso "vaqueiro nu" da Times Square - conhecido por ganhar a vida tirando fotos com turistas vestindo apenas cuecas, botas e chapéu e com um violão nas mãos - se uniu à causa do meio ambiente e tomou banho com as meninas. EFE atc/ev/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG