Uma associação italiana de defesa dos animais anunciou neste sábado que reuniu quase quatro mil assinaturas em um pedido para que o Papa Bento XVI deixe de usar hábitos elaborados com pele de arminho.

Além dos italianos, a carata da Associação AIDAA é assinada por muitos brasileiros e espanhóis.

Bento XVI ha recuperou um certo número de hábitos litúrgicos tradicionais desde que assumiu o sumo pontificado, como uma pequena capa de veludo vermelho com borda de pele de arminho branco, a qual usa com um chapéu da mesma cor e igualmente adornado com a pele desse mamífero.

fmi/al/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.