muitos mortos em motim em prisão síria - Mundo - iG" /

Ativistas denunciam que pode haver muitos mortos em motim em prisão síria

Damasco, 5 jul (EFE).- Ativistas pró-direitos humanos na Síria suspeitam que pode haver muitos mortos no motim carcerário registrado hoje devido às condições ruins da prisão de Sidnaya, a maior do país, 25 quilômetros ao norte de Damasco.

EFE |

A denúncia partiu primeiro do Observatório Sírio de Direitos Humanos, com base em Londres, que em seu site afirmou que o motim partiu dos presos islamitas, em protesto devidos às condições de detenção, e foi o Exército que o sufocou, causando "centenas de mortos".

O Governo sírio não deu sua versão dos fatos, nem é provável que o faça, porque não costuma comentar assuntos relacionados aos direitos humanos.

Amar Qurabi, que dirige a Organização Síria de Direitos Humanos, disse à Agência Efe que lhe consta que os guardas da prisão utilizaram fogo real para sufocar a revolta, mas se negou a falar de números precisos.

"Prefiro não citar números dos mortos ou feridos até que alcancemos relatórios autênticos e precisos", disse.

"Acho que o motim não tem motivações políticas, mas se deve às péssimas condições das prisões", afirmou.

Qurabi lembrou que, há dois meses, foram registrados distúrbios na mesma prisão, para protestar devido à alimentação insuficiente aos presos e aos maus-tratos.

Segundo organizações pró-direitos humanos, a prisão possui milhares de presos políticos, islamitas ou progressistas, junto com presos comuns. EFE gb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG