Tamanho do texto

Um ativista tentou colar sua mão na manga do terno do primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, durante uma recepção em Downing Street, sede do governo, na terça-feira. Dan Glass, membro do grupo Plane Stupid (o Estúpido do Avião, na tradução literal), que protesta contra a construção de uma terceira pista no aeroporto internacional de Heathrow, havia sido convidado para receber um prêmio por suas atividades.

No bolso, levava um tubo de cola superbond.

Ao ser recebido pelo premiê, ele tentou grudar a mão esquerda no braço do premiê enquanto trocavam um aperto de mão.

"Eu me colei nele e depois de 20 segundos ele arrancou seu braço da minha mão. Doeu bastante", contou ele após o incidente.

"Ele deu umas risadinhas, acho que não me levou muito a sério", disse Glass.

Um porta-voz do grupo Plane Stupid, Graham Thompson, disse que a intenção de Glass, de 24 anos, era fazer Brown "se atar às suas promessas de preservar o meio ambiente".

Fontes em Downing Street minimizaram o ocorrido.

"Dan Glass estava com alguma substância colante nas mãos ao cumprimentar o primeiro-ministro, mas tudo durou apenas alguns segundos."

Após o incidente, Glass ficou no prédio mais 40 minutos e ao sair, tentou colar-se às grades do portão, mas foi solto por um policial.