Ativista que atirou líquido verde em vice-premiê britânico é detida

Londres - A ativista que, na sexta-feira, atirou um copo com um creme esverdeado no ministro de Empresa britânico, Peter Mandelson, como forma de protesto foi detida este sábado, mas solta posteriormente sob liberdade condicional, informou hoje a Scotland Yard.

EFE |

Leila Deen, de 29 anos, se apresentou em uma delegacia do centro de Londres "após chegar a um acordo", segundo explicou um porta-voz policial.

Em seguida, a ambientalista foi detida, apesar de ter sido solta com a obrigação pendente de retornar à delegacia no começo de abril.

Inicialmente, a Scotland Yard tinha descartado investigar o fato, já que não havia recebido qualquer queixa, mas aparentemente mudou de ideia depois que o vice-primeiro-ministro britânico, John Prescott, qualificou o incidente de agressão.

Leila Deen, representando a organização Plane Stupid, contrária à construção de uma terceira pista no aeroporto de Heathrow, Londres, atirou um copo com líquido esverdeado em Mandelson antes de esse participar de uma reunião sobre possibilidades de negócio em uma economia "verde".

Após o ataque, o vice-primeiro-ministro britânico correu para se refugiar e reapareceu depois sem o casaco que tinha sido manchado.

Hoje, Mandelson afirmou que o incidente "poderia ter sido algo mais sério", e se mostrou "ligeiramente surpreendido" com o fato de Deen ter conseguido "se aproximar sem ser detida".

Leia mais sobre: Peter Mandelson

    Leia tudo sobre: ministro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG