Atividade do vulcão chileno Chaitén aumenta

Santiago do Chile, 14 ago (EFE).- A atividade do vulcão Chaitén, no sul do Chile, que está em erupção desde 2 de maio, aumentou desde a tarde de quarta-feira, após duas semanas de relativa calma, informaram hoje autoridades da região.

EFE |

A cratera aumentou a expulsão de cinzas, que cobriram novamente a abandonada localidade de Chaitén, situada a apenas 10 quilômetros do vulcão e a coluna de fumaça se elevou a mais de seis mil metros de altitude, segundo as fontes.

Também foi observado um aumento da atividade sísmica na região, a 1.220 quilômetros de Santiago, com tremores de até 2,2 graus na escala Richter.

Segundo o comissário dos Carabineiros (polícia militarizada) de Chaitén, Ricardo Contreras, a localidade, que teve seus habitantes evacuados após o início da erupção e sofreu graves danos devido ao transbordamento de rios e inundações, estava hoje coberta de cinzas.

De acordo com os analistas que vigiam o vulcão, o comportamento do vulcão das últimas horas pode indicar o fim do ciclo eruptivo ou o início de um totalmente novo.

Esta última opção, de acordo com os vulcanólogos do Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin), seria a mais preocupante, pois o vulcão poderia repetir o processo inicial e prolongar a erupção por anos, possivelmente de maneira cíclica. EFE ss/ab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG