Atividade do vulcão Chaitén se mantém intensa e afeta outras regiões

A intensa atividade do vulcão Chaitén, no sul do Chile, se mantinha nesta quarta-feira, mas com uma mudança na direção da coluna de cinzas a partir da noite de terça-feira que poderá afetar agora a cidade chilena de Palena e a argentina de Bariloche.

AFP |

Rodrigo Rojas, chefe do Departamento Nacional de Emergências (Onemi), explicou à AFP que não foram registradas variações em relação à situação de terça-feira, quando o vulcão aumentou fortemente sua atividade.

"Não há informações de mudanças significativas na atividade sísmica nem na emissão de cinzas", ressaltou à AFP.

As atenções agora estão voltadas para "a direção da pluma", ou coluna de cinzas, pela variação da direção dos ventos.

"Há uma mudança da direção sudeste, para uma direção norte-nordeste, e por isso a previsão é de que o depósito de cinzas chegue a Palena e a Bariloche", disse.

Até terça-feira a coluna de cinzas estava direcionada para o sul, afetando principalmente a cidade de Futaleufú.

A localidade de Chaitén amanheceu nublada e durante a noite choveu um pouco, constatou um jornalista da AFP. O povoado de cerca de 4.000 habitantes foi completamente esvaziado na terça-feira, restando apenas as equipes de emergência e algumas equipes de imprensa.

O vulcão Chaitén, de cerca de 1.000 metros de altura, entrou em erupção na sexta-feira passada, mas na terça-feira aumentou sua atividade, lançando uma coluna de cinzas que alcançou 30 km de altura.

str-pa/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG