Atirador morre após tiroteio na porta do Pentágono

Um homem que atirou e feriu dois seguranças na quinta-feira em um dos acessos ao Pentágono, perto de uma estação de metrô movimentada, morreu depois de ter sido gravemente ferido na troca de tiros, informaram autoridades.

iG São Paulo |

O atirador, identificado em reportagens como John Patrick Bedell, de 36 anos e procedente da Califórnia, aparentemente tentava entrar na imensa sede do Departamento de Defesa norte-americano, disse a jornalistas o chefe da polícia, Richard Keevill.


Policiais isolam área do ataque / AP

O autor do incidente, em vez de apresentar um cartão de acesso ao Pentágono, solicitado para entrar no prédio, sacou a arma, disse Keevill.

Três seguranças do Pentágono trocaram tiros com o suspeito e dois ficaram feridos.

A estação de metrô é uma adjacência da principal entrada ao Pentágono em Arlington, Virgínia. As pessoas podem chegar ao Pentágono livremente desde a estação do metro.

O incidente ocorreu no momento de maior movimento de passageiros, quando os empregados do Pentágono e os passageiros que viajam de Washington para o estado da Virgínia retornavam a suas casas.

Todas as entradas ao prédio foram fechadas depois do tiroteio ocorrido às 20h40 (hora de Brasília), pico de movimento. Os acessos foram reabertos mais tarde, exceto o que fica mais próximo ao portão de entrada do Pentágono.

* Com EFE e Reuters

Leia mais sobre Pentágono

    Leia tudo sobre: pentágono

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG