Atirador mata guarda no Museu do Holocausto em Washington

Um homem armado invadiu o Museu Memorial do Holocausto, em Washington, nesta quarta-feira, e matou um guarda, informou a polícia americana. Durante o ataque, o atirador também ficou ferido e está internado no George Washington University Hospital em estado crítico.

BBC Brasil |

Segundo a polícia, o homem portando um rifle teria entrado no museu às 12h45 (13h45, no horário de Brasília) e disparado contra um segurança. Dois outros guardas teriam respondido aos tiros, atingindo o autor dos disparos.

O atirador foi identificado como James Von Brunn, de 88 anos, morador do Estado de Maryland. Von Brunn é ligado a grupos supremacistas brancos e, segundo a imprensa americana, tem um site no qual veicula conteúdo racista.

De acordo com a imprensa americana, ele já havia sido preso em 1981 por ter entrado na sede do Federal Reserve (o Banco Central dos Estados Unidos) portando uma arma.

O segurança atingido, identificado como Stephen Tyrone Johns, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Segundo a direção do museu, Johns trabalhava no local há seis anos e "morreu no cumprimento de seu dever".

Gritos
Pessoas entrevistadas pelas emissoras de TV americanas que estavam no local no momento dos disparos contam ter ouvido gritos, visto sangue espalhado pelo chão e vidro quebrado.

O museu foi evacuado após o tiroteio, e as ruas próximas à instituição foram bloqueadas pela polícia.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse estar entristecido com o incidente, segundo a Casa Branca. A Embaixada de Israel em Washington também condenou o ataque.

O Museu do Holocausto normalmente conta com forte serviço de segurança, com guardas situados tanto dentro como fora da instituição. Ao entrar no museu, o visitante tem de passar por um detector de metais.

Na noite desta quarta-feira, o museu abrigaria um evento que contaria com a presença do procurador geral dos EUA, Eric Holder.

O museu fica no National Mall, região que abriga museus e célebres cartões postais de Washington, como o Monumento de Washington.

Cerca de 1,7 milhão de turistas visitam a região anualmente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG