Atirador do Alabama descreveu como assassinou a mãe

O homem que esta semana matou 10 pessoas no Alabama, antes de cometer suicídio, deixou escrito, com detalhes, como assassinou a própria mãe, informaram nesta quinta-feira funcionários do departamento de Segurança Pública.

AFP |

Os investigadores da polícia descreveram Michael Kenneth McLendon, de 28 anos, como um fuzileiro (marine) fracassado, um policial que perdeu o emprego e um homem que acabou preso em uma rede de amargas disputas familiares nas semanas prévias à tragédia.

"McLendon deixou uma carta, que está em poder dos investigadores, na qual descreve como matou sua mãe e revela a intenção de tirar a própria vida", disse Christopher Murphy, chefe do departamento de Segurança Pública do Alabama.

"A carta descreve os sentimentos negativos que McLendon sentia em relação a sua família, devido a disputas familiares", destacou Murphy.

McLendon, que morava com a mãe, atirou na cabeça da mulher e a enrolou em um lençol encharcado com um líquido inflamável, antes de atear fogo ao corpo e abandonar a casa, disse à AFP o promotor do condado de Coffee, Gary McAliley.

ksh/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG