Atirador de shopping finlandês pode ter planejado ataque

Por Terhi Kinnunen HELSINQUE (Reuters) - O homem que matou na noite de Ano Novo na Finlândia a sua ex-namorada e mais quatro pessoas atirou nas vítimas de maneira sistemática, e não de forma aleatória, disse a polícia nesta sexta-feira.

Reuters |

O ataque chocou muitos na Finlândia. Pessoas colocaram velas do lado de fora do shopping center onde quatro dos cinco assassinatos ocorreram.

A polícia afirmou que Ibrahim Shkupolli, de 43 anos, nascido no Kosovo, usou uma arma sem licença para matar três homens e uma mulher no centro comercial em Espoo, cidade perto de Helsinque.

Primeiro Shkupolli matou a ex-namorada, que havia trabalhado no shopping, no seu apartamento, depois foi até o shopping onde atirou em outras quatro pessoas antes de se matar na sua própria casa.

"Não sabemos se o atirador conhecia as vítimas do shopping center antes. Estamos investigando", disse a policial Esa Gronlund a jornalistas. "Não podemos dizer ainda por que essas pessoas foram mortas".

Gronlund afirmou, contudo, que Shkupolli foi sistemático na maneira como disparou nas vítimas no shopping. "Os tiros foram disparados de um jeito que não se pode chamar de aleatório".

Segundo a polícia, tudo indica que Shkupolli agia sozinho.

O chefe de Shkupolli disse à imprensa que o atirador era uma pessoa amigável, que não discutia no trabalho a sua vida pessoal. Ele se disse chocado com a notícia das mortes.

A imprensa finlandesa também noticiou que Shkupolli chegou ao país em 1990, mas não recebeu a cidadania por causa de um registro criminal.

O ocorrido levou à retomada do debate no país sobre o controle de armas, que já havia sido aumentado depois de dois tiroteios em escolas nos últimos anos.

"É um choque que essas coisas aconteçam com tanta frequência", afirmou Minna Paananen, de 40 anos, em frente ao shopping onde ocorreu as mortes. "Não tenho medo por mim, mas tenho um filho de 16 anos que não posso deixar trancado".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG