Atirador de escola alemã é morto em tiroteio com policiais

A polícia da Alemanha informou que um adolescente de 17 anos que abriu fogo em uma escola da cidade de Winnenden, perto de Stuttgart, no sudoeste da Alemanha, foi morto em um tiroteio. Ele matou pelo menos nove alunos e três professores ao abrir fogo dentro da escola secundária Albertville, na manhã desta quarta-feira.

BBC Brasil |

O atirador então fugiu de carro para a cidade próxima de Wendlingen, onde acabou descoberto e cercado pela polícia no estacionamento de um supermercado. Outras duas pessoas teriam sido mortas durante a troca de tiros entre policiais e o suspeito, o que resultou em um total de pelo menos 15 vítimas fatais.

Segundo porta-vozes da polícia alemã, ele vestia roupa de combate preta quando invadiu a escola, onde ele já havia estudado.

A chanceler alemã Angela Merkel deve fazer um pronunciamento sobre o incidente na tarde desta quarta-feira, segundo um porta-voz do governo.

O chefe de reportagem do jornal Stuttgart Journal
, Kevin Latzel, disse à BBC que há muita confusão no local do incidente.

"É muito horrível... os pais estão chorando, os alunos estão chorando e muitos policiais estão lá, ninguém sabe realmente o que aconteceu", disse.

"Eles estão muito assustados, os alunos estão chamando os pais e os pais querem retirá-los (da escola) mas não podem, os pais não receberam permissão para entrar nas salas de aula", acrescentou. O colégio é frequentado por cerca de mil alunos.

De acordo com a polícia, o homem invadiu a escola por volta das 9h45 (hora local, 5h45 em Brasília) e começou a atirar a esmo.

Este não é o primeiro ataque a uma escola na Alemanha. O pior deles ocorreu na cidade de Erfurt, no leste do país, em 2002, quando 17 pessoas morreram.

    Leia tudo sobre: tiroteio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG