Atirador abre fogo em bar gay de Israel e mata ao menos três pessoas

TEL AVIV - Três pessoas morreram e onze ficaram feridas após um atirador abrir fogo contra um bar homossexual no centro de Tel Aviv, em Israel, na noite deste sábado.

Redação com agências internacionais |

AFP

Ferido no tiroteio de Tel Aviv é levado por paramédicos

Segundo Micky Rosenfeld, porta-voz da polícia, o atirador invadiu o bar Cafe Noir, localizado no prédio da Associação de Gays e Lésbicas de Tel Aviv.

Com o rosto coberto e usando roupas escuras, o homem disparou contra integrantes de um grupo de apoio para adolescentes homossexuais. Duas pessoas morreram no local e um terceiro jovem morreu no hospital.

A polícia está procurando pelo atirador, que fugiu após fazer os disparos. Para Roselfeld, é provável que o ataque tenha sido "criminoso" e não "terrorista".

Por medida de precaução, o chefe da polícia de Tel Aviv, comandante Shahar Ayalon, determinou o fechamento dos bares gays da região. "Não estamos seguros dos motivos do ataque, porque este centro não recebeu ameaças recentemente", declarou.

Já o ministro da Segurança Interna, Yitzhak Aharonovitch, disse que o atentado tem motivos homófobos e prometeu fazer todo o possível para prender o culpado.

(Com informações de AP, AFP e EFE)


Leia mais sobre Israel

    Leia tudo sobre: gayisraeltiroteio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG