Bagdá, 4 mar (EFE).- Pelo menos quatro soldados iraquianos morreram e dez ficaram feridos em um atentado suicida cometido hoje enquanto um grupo de militares votava em um colégio eleitoral no centro de Bagdá.

Segundo informações, um suicida se aproximou dos soldados e detonou os explosivos que levava junto ao corpo perto.

O atentado na região central da cidade foi o terceiro cometido nesta quinta-feira, dia que as autoridades eleitorais do Iraque reservaram para que soldados, policiais, presos e pacientes de hospitais votem no pleito legislativo de domingo, do qual sairá o novo Executivo do país.

Nos outros dois ataques registrados hoje, uma bomba e um carro-bomba mataram oito pessoas e deixaram dezenas de feridos.

A explosão mais grave, também perto de um colégio eleitoral em Bagdá, deixou cinco mortos e 22 feridos, segundo fontes policiais.

Em outro ataque, um suicida detonou o carro-bomba que dirigia perto de um comboio do Exército iraquiano que passava pela zona oeste da capital. Três pessoas morreram e dez ficaram feridas.

Na mesma região, folhetos com a assinatura da Al Qaeda com mensagens contra a eleição eram distribuídos à população. EFE ah/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.