Atentados no Paquistão mataram 1,395 mil em 15 meses

Islamabad, 17 abr (EFE).- Um total de 1,395 mil pessoas morreu em ataques terroristas nos últimos 15 meses no Paquistão, segundo números oficiais oferecidos hoje ao Parlamento do país.

EFE |

De acordo com esses dados, divulgados pela "Geo TV", nesse período de tempo, houve 1,942 mil episódios de violência terrorista no Paquistão.

Em Islamabad, a capital, houve sete atentados entre janeiro de 2008 e março de 2009, nos quais 87 pessoas morreram, entre elas 50 vítimas do ataque ao hotel Marriott, em setembro do ano passado.

O Paquistão registrou uma onda de insurgência e atentados terroristas desde que, em meados de 2007, o Exército atacou radicais entrincheirados na Mesquita Vermelha de Islamabad.

O clérigo líder da mesquita, Abdul Aziz, foi colocado em liberdade sob fiança por ordem do Supremo há dois dias e, já ontem à noite, voltou ao templo para discursar a seus fiéis e reivindicar a implantação da lei islâmica em todo o Paquistão.

A sharia (lei islâmica) foi implantada no conflituoso Vale de Swat em virtude de um acordo para o fim de hostilidades da insurgência talibã nessa região. EFE pk-ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG