Dez pessoas morreram e 60 ficaram feridas em uma série de atentados no nordeste da Índia, atribuídos pela polícia a um grupo separatista antes da chegada nesta terça-feira à região do primeiro-ministro Manmonhan Singh.

Os ataques, no estado de Assam, aconteceram na data do 30º aniversário da criação da Frente de Libertação de Assam (ULFA), que luta desde 1979 pela independência do estado.

A primeira bomba explodiu em um mercado da principal cidade do estado, Guwahati. Sete pessoas morreram e 30 ficaram feridas, incluindo alguns estudantes.

Mais três bombas explodiram e ataques com granadas foram registrados em outras áreas de Assam.

No total, 10 pessoas morreram e 60 ficaram feridos, de acordo com um balanço oficial.

Singh visitará o estado de Assam nesta terça-feira para assistir a um comício para as eleições legislativas do país, que acontecerão de 16 de abril a 13 de maio.

str-ym-nr/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.