O Paquistão sofreu nesta sexta-feira dois atentados suicidas durante a tradicional oração muçulmana de sexta-feira, que deixaram pelo menos seis mortos, incluindo uma autoridade religiosa que criticava os atentados executados pelos talibãs.

Na cidade de Nowshera (noroeste), um suicida lançou o veículo carregado de explosivos contra uma mesquita no momento em que os fiéis deixavam o local.

Em Lahore, a grande cidade do leste do país, um homem-bomba entrou na sala em que estava Sarfraz Naimi, um ulemá que havia condenado os atentados quase diários executados pelos talibãs.

O religioso morreu no ataque, confirmou o primeiro-ministro Yusuf Raza Gilani. Um de seus auxiliares também faleceu.

Os atentados são cada vez mais frequentes no Paquistão, ao mesmo tempo que as Forças Armadas lançaram uma grande ofensiva contra os talibãs no noroeste do país.

la-mmg/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.