Atentados deixam pelo menos 18 mortos neste domingo no Afeganistão

Pelo menos 18 pessoas, entre elas 14 civis, morreram neste domingo no sul e no leste do Afeganistão em três atentados, o último dos quais deixou sete mortos na província de Helmand (sul) e foi reivindicado pelos talibãs.

AFP |

No distrito de Gereshk, na província de Helmand, três civis, dois policiais e dois soldados afegãos morreram em um duplo atentado suicida cometido no fim da tarde perto de um posto policial. Outras 20 pessoas - 10 civis, nove policiais e um soldado - ficaram feridas, anunciou o ministério do Interior.

"Nós, os talibãs, somos os responsáveis por estes ataques", declarou por telefone à AFP o porta-voz dos talibãs, Yusuf Ahmadi.

As duas explosões foram provocadas por camicases que acionaram suas bombas perto de uma delegacia, explicou o chefe da polícia do distrito, Abdul Raziq.

"Consegui sobreviver ao segundo ataque", que aconteceu quando o exército e a polícia estavam chegando ao local para ajudar as vítimas, destacou.

A província de Helmand é um feudo dos talibãs e o maior centro de produção de ópio do país.

Mais cedo neste domingo, oito civis morreram na explosão de uma bomba caseira na província de Nangarhar (leste), perto da fronteira paquistanesa, anunciou o ministério do Interior.

"As vítimas eram civis afegãos que trabalhavam na manutenção das estradas como operários, engenheiros ou supervisores", frisou um porta-voz policial.

O atentado ocorreu no distrito de Haska Mina, a cerca de 50 km de Jalalabad, a capital da província.

No sul do Afeganistão, três operários de uma empresa de construção morreram quando uma bomba explodiu na passagem de seu veículo na província de Zabul, acrescentou o ministério do Interior.

bur/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG