Atentado suicida no Paquistão mata 2 e fere 4

Islamabad, 6 jun (EFE).- Pelo menos duas pessoas morreram hoje e outras quatro ficaram feridas em um atentado suicida contra um complexo policial em Islamabad, informou uma fonte policial.

EFE |

O suicida tentou entrar no complexo pela parte de trás, mas detonou a carga explosiva do lado de fora, quando as forças de segurança atiraram contra ele, segundo a fonte, citada pelo canal privado "Dawn".

Um dos mortos é um civil e o outro é um agente policial, assim como os outros feridos, dois dos quais se encontram em estado crítico.

O ataque ocorreu no setor G8, uma movimentada zona de Islamabad, e era destinado contra um complexo das forças de segurança de serviço à cidadania e resposta policial.

Os feridos foram levados a um hospital da cidade, e os agentes isolaram a zona.

Tanto o primeiro-ministro paquistanês, Yousuf Raza Gillani, quanto o presidente, Asif Ali Zardari, condenaram o ataque.

Em 27 de maio, um comando terrorista cometeu um atentado com carro-bomba na cidade de Lahore contra o mesmo serviço policial, deixando pelo menos 25 mortos.

Os analistas acharam que, daquela vez, o objetivo dos terroristas era a sede dos principais serviços secretos (ISI), adjacente ao complexo.

O Exército paquistanês realiza atualmente uma operação contra os talibãs no Vale de Swat e outros distritos vizinhos, que causou a morte de 1,305 mil fundamentalistas desde o final de abril, segundo dados militares.

O líder dos talibãs paquistaneses, Baitullah Mehsud, e outros chefes insurgentes ameaçaram responder à ação militar com atentados em grandes cidades do país.

O mais recente atentado em Islamabad foi em 4 de abril, quando seis membros das forças de segurança morreram em um ataque suicida em uma área central da capital. EFE igb-amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG