Atentado suicida mata pelo menos 35 no Iraque

(atualiza o número de mortos) Bagdá, 13 fev (EFE).- Pelo menos 35 pessoas morreram e outras 84 ficaram feridas em um atentado suicida registrado hoje na localidade iraquiana de Askandaria, cerca de 50 quilômetros ao sul de Bagdá, segundo o Ministério do Interior.

EFE |

O órgão informou à Agência Efe que a explosão, às 11h55 hora locais (6h55 de Brasília), na vila de Musayyib foi causada por uma mulher que levava um explosivo e que o detonou assim que passaram grupos de peregrinos xiitas, entre elas crianças.

As vítimas haviam se reunido hoje em Awlad, caminho do santuário de Karbala, para lembrar ali, na segunda-feira, a morte do imã Hussein, neto do profeta Maomé, há 1.400 anos.

Com este atentado, já são 44 os peregrinos xiitas mortos em apenas dois dias.

Milhares de religiosos participam dessa peregrinação a Karbala participam a cada ano para honrar a memória do neto de Maomé, um dos ímãs xiitas mais reverenciados, que foi morto pelo califa sunita Yazi na batalha de Karbala.

Este fato dividiu os xiitas, partidários de que o califado permanecesse dentro da família de Maomé, e os sunitas, que optaram por um califa eleito pela comunidade.

O atentado de hoje é o mais grave registrado no Iraque desde as eleições provinciais de 31 de janeiro, que, segundo resultados provisórios, foram ganhas pela coalizão liderada pelo primeiro-ministro, Nouri al-Maliki.

Ontem, outra bomba dirigida contra os peregrinos xiitas que chegavam a Karbala matou pelo menos 12 pessoas e feriu 30 feridos.

EFE sj/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG