Atentado suicida mata nove pessoas no Iraque

Um ataque suicida contra uma milícia anti Al-Qaeda deixou pelo menos nove mortos e 33 feridos neste sábado ao sul de Bagdá, elevando para 70 o número de mortos e para 300 o de feridos em atentados no Iraque desde domingo passado.

AFP |

O ataque de hoje acontece um dia depois da morte de cinco soldados americanos em um atentado suicida com caminhão-bomba em Mossul, o último feudo urbano da Al-Qaeda no Iraque, no ataque mais mortífero contra as forças da coalizão em mais de um ano.

Neste sábado, um camicase acionou seu cinturão de explosivos no quartel-general das milícias do Sahwa, formadas por ex-rebeldes que mudaram de lado e passaram a combater a Al-Qaeda, declarou à AFP o tenente Haidar al-Lami, entrevistado em Latifiyah, 60 km ao sul de Bagdá.

De acordo com uma fonte do ministério do Interior, o camicase vestia um uniforme dos serviços de segurança iraquianos, para facilitar sua entrada no quartel-general.

O incidente ocorreu às 11H30 (05H30 de Brasília), no momento em que o Exército iraquiano se preparava para pagar os salários destes milicianos da província de Babilônia.

Segundo o tenente Lami, as vítimas são soldados e membros do Sahwa.

Considerados como traidores pela Al-Qaeda e pelos demais grupos insurgentes, os milicianos do Sahwa ("Despertar", em árabe) vêm sendo há vários meses vítimas de atentados, ataques e assassinatos.

str/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG