Atentado suicida mata 7 e fere 28 no sul do Iraque

Bagdá - Pelo menos sete pessoas morreram hoje e 28 ficaram feridas em um atentado suicida contra um quartel conjunto de milicianos tribais e do Exército iraquiano em Iskandariya, no sul do Iraque, informaram fontes policiais à Agência Efe.

EFE |

Segundo as fontes, um terrorista detonou um cinto de explosivos em meio a um grupo de membros de um Conselho de Salvação - milícias tribais sunitas - que faziam fila no centro para receber o salário.

As fontes disseram que, entre as vítimas, há soldados iraquianos e milicianos tribais.

Em 2 de abril, o Governo iraquiano assumiu o controle total dos Conselhos de Salvação, depois que o Exército dos EUA, que as financiava e supervisionava, terminou sua transferência.

Há dois anos, Iskandariya, 50 quilômetros ao sul de Bagdá, era considerada uma das cidades do "triângulo da morte", que incluía também Latifiya, Mahmudiya e Yusifiya, e que era conhecido pelos frequentes ataques insurgentes contra as forças americanas e iraquianas.

O atentado de hoje ocorre após um dia especialmente violento no Iraque, com a morte de cinco soldados americanos e dois policiais iraquianos em um ataque em Mossul, no norte do Iraque.

Na quinta-feira, o país árabe lembrou o sexto aniversário da derrubada do regime do falecido ditador Saddam Hussein, após a invasão dos Estados Unidos, em 2003.

Leia mais sobre: Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG