Atentado suicida mata 3 militares na Argélia

Argel, 29 set (EFE).- Um atentado suicida com carro-bomba matou três militares e deixou outros três feridos ontem à noite na região da Cabília, na Argélia, o primeiro incidente do tipo desde o começo do mês do Ramadã, informaram hoje as autoridades locais.

EFE |

O atentado aconteceu pouco depois da ruptura do jejum diário, quando o sol se pôs na localidade de Takdemt, na província de Boumerdès.

Outras fontes informaram que o terrorista suicida se dirigiu contra o quartel do Exército e que os soldados de plantão abriram fogo contra o veículo quando ele começou a se aproximar.

O carro-bomba explodiu pouco antes de atingir a porta do quartel matando seu motorista, três dos soldados e ferindo outros seis militares.

É o primeiro atentado suicida desde o começo do mês sagrado muçulmano do Ramadã, em 1º de setembro, um período em que, ao contrário de outros anos, não foram registrados muitos ataques terroristas.

Mesmo assim, alguns atentados na Cabília e ao leste de Argel causaram em setembro várias mortes entre civis e membros das forças de segurança.

Nas vésperas do Ramadã, no final de agosto, aconteceram cinco atentados suicidas que causaram mais de 70 mortes, em atos cuja autoria foi reivindicada pela organização terrorista Al Qaeda para o Magrebe Islâmico (AQMI). EFE sk/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG