Atentado suicida em mesquita deixa 6 mortos no Afeganistão

Ataque ocorreu em Hassan Khel quando os fiéis trocavam a tradicional saudação pelo começo da festividade islâmica do Eid al-Adha

EFE |

Pelo menos seis pessoas, incluindo um alto comandante da Polícia, morreram neste domingo em um atentado suicida em uma mesquita na província de Baghlan, no norte do Afeganistão, informou o oficial de inteligência coronel Sikandar à agência de notícias local "Pajhwok".

O ataque ocorreu na localidade de Hassan Khel quando os fiéis trocavam a tradicional saudação pelo começo da festividade islâmica do Eid al-Adha. O terrorista detonou a carga explosiva que levava em seu corpo, enquanto um comandante da Polícia, identificado como Abdul, abandonava a mesquita após a oração. 

De acordo com esta versão, a explosão causou a morte do comandante policial e de cinco guardas de segurança, enquanto outras cinco pessoas ficaram feridas. Já a agência de notícias afegã "AIP", que cita fontes de segurança anônimas, elevou o número de mortos a sete.

Segundo a imprensa local, o comandante Abdul era um aliado próximo do general Rashid Dostum, antigo "senhor da guerra" e principal referência da minoria uzbeque afegã.

O norte do Afeganistão é relativamente estável em comparação com a zona fronteiriça com o Paquistão - habitada pela etnia pashtun, própria dos talibãs -, mas a região não é imune à violência dos insurgentes, que estão presentes em todo o país.

    Leia tudo sobre: AFEGANISTÃOATENTADO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG