Dezesseis pessoas, incluindo quatro policiais, morreram e 28 ficaram feridas em um atentado suicida cometido nesta quinta-feira contra uma viatura da polícia na região sudoeste do Afeganistão.

Os talibãs reinvindicaram o ataque, que aconteceu em um mercado do distrito de Delaram, na província de Farah.

"Doze civis morreram e 22 ficaram feridos. Quatro policiais morreram e seis estão feridos", afirmou à AFP o vice-governador de Farah, Mohamad Yunus Rasuli.

O corpo do suicida ficou despedaçado, segundo Rasuli. "Porém, encontramos pedaços de um vestido de mulher, sapatos e uma burca", disse.

O chefe de polícia para a região sudoeste do país, Ikramuddin Yawar, afirmou que, segundo os primeiros elementos da investigação o suicida vestia burca, o que indica que seria uma mulher.

Porém, um porta-voz dos talibãs, Yusuf Ahmadi, afirmou que um membro da organização terrorista, que identificou como um homem chamado Jalid, executou o ataque, dirigido contra um comandante da polícia.

De acordo com Ahmadi, o atentado matou 12 policiais.

O atentado aconteceu no distrito de Delaram, cenário da insurreição talibã desde que o grupo foi expulso do poder em Cabul no fim de 2001 por uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

str-sak-br/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.