Atentado suicida contra chefe militar faz sete mortos no Iraque

Pelo menos sete pessoas morreram em um atentado contra o comboio de um alto militar iraquiano em Mossul, reduto da Al-Qaeda no norte do Iraque.

AFP |

"Um homem-bomba se jogou contra meu comboio enquanto estávamos em Al Faissalia, um bairro do leste de Mossul", declarou o general Riyad Jalal Taufij, alvo do atentado e chefe da segurança (exército e polícia) na província de Nínive, cuja capital é Mossul.

"Quando meus seguranças tentaram deter o atacante, ele explodiu seu carro", acrescentou, depois de precisar que sete pessoas - dois militares e cinco civis - morream e 19 ficaram feridas, sete das quais seguranças do general.

O exército americano já havia anunciado a morte de seis pessoas no atentado.

Apoiado pelo exército americano, o iraquiano realiza desde 14 de maio em Mossul uma vasta ofensiva contra a facção iraquiana da Al-Qaeda, muito ativa na região.

Mossul e seus mais de 1,5 milhão de habitantes sunitas, xiitas, cristãos e curdos é considerada pelo comando americano como o epicentro da ação dos fiéis de Osama bin Laden no Iraque.

Leia mais sobre: Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG