Atentado no Paquistão mata pelo menos 14 guardas de segurança

Islamabad, 12 ago (EFE).- Pelo menos 14 guardas de segurança morreram e outros 12 ficaram feridos hoje, devido à explosão de uma bomba na passagem de um veículo no noroeste do Paquistão, segundo fontes hospitalares.

EFE |

O atentado ocorreu quando um ônibus das Forças Aéreas do Paquistão circulava pelas cercanias da cidade de Peshawar, capital da conflituosa Província da Fronteira Noroeste, informou a cadeia de televisão "Dawn TV".

A explosão causou uma grande cratera na estrada que leva à cidade de Kohat, da qual tinha saído o ônibus, que continua em chamas, enquanto os serviços de resgate tentam apagar o fogo.

Várias equipes de Polícia e resgate transferiram os feridos ao hospital Lady Reading de Peshawar, segundo o canal "Geo TV".

A Província da Fronteira Noroeste é uma das áreas mais conflituosas do Paquistão, devido à atividade fundamentalista, que se concentra nas áreas tribais fronteiriças com o Afeganistão e no Vale de Swat. EFE igb/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG