Atentado no Afeganistão deixa oito mortos e 29 feridos

Um atentado suicida com carro-bomba deixou pelo menos oito mortos e 29 feridos, entre eles três soldados da coalizão internacional, nesta quinta-feira em Kandahar, no sul do Afeganistão.

AFP |

"Pelo menos oito pessoas foram mortas e outras 29 ficaram feridas, entre as quais dois policiais", anunciou o chefe da polícia da província, Sayed Agha Saqeb, afirmando que o alvo do ataque era um comboio militar canadense.

Entretanto, as forças canadenses posicionadas no sul do país desmentiram esta informação.

Num comunicado condenando o ataque, o general Carlos Branco, porta-voz da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da Otan, destacou que três soldados da coalizão internacional, formada por cerca de 20.000 militares, foram feridos no atentado.

Mais cedo, uma oficial declarou à AFP que "nenhum canadense esteve envolvido neste incidente". Em Cabul, um de seus colegas anunciou em seguida que "três soldados sofreram ferimentos leves".

Segundo o chefe da polícia, o veículo do camicase explodiu depois da passagem do comboio militar estrangeiro. O atentado aconteceu no centro de Kandahar, a segunda maior cidade do país.

O atentado foi reivindicado por um porta-voz dos talibãs, Yussuf Ahmadi.

Expulsos do poder no fim de 2001 por uma coalizão internacional comandada pelos Estados Unidos, os talibãs iniciaram uma guerrilha sangrenta contra o Estado afegão e os cerca de 70.000 soldados estrangeiros que o apóiam.

Além disso, o ministério do Interior anunciou ter matado, na terça-feira, três talibãs que atacavam um comboio de guardas de segurança na província de Ghazni, no centro do país.



    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG