Atentado no Afeganistão deixa ao menos 17 mortos

Pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 60 ficaram feridas nesta quinta-feira após um atentado suicida com carro-bomba em Cabul, capital do Afeganistão. De acordo com as autoridades afegãs, a explosão ocorreu nas proximidades dos prédios da embaixada da Índia no país e do Ministério do Interior do Afeganistão.

BBC Brasil |

O grupo militante extremista Taleban assumiu a autoria do ataque por meio de um comunicado publicado em seu website e afirmou que o alvo era a representação diplomática indiana.


Muro da embaixada ficou destruído após atentado / Reuters

Nos últimos meses, Cabul tem sido alvo de diversos atentados. A maioria dos ataques tem como alvo as forças estrangeiras ou prédios do governo afegão, com mortes de civis também sendo registradas.

A embaixada da Índia em Cabul já havia sofrido um ataque a bomba no último mês de julho, quando dezenas de pessoas foram mortas e 140 ficaram feridas.

No mês passado, seis soldados italianos foram mortos em um atentado a bomba contra um comboio militar.

Civis

A explosão desta quinta-feira ocorreu às 8h27 da manhã, horário local (0h57, horário de Brasília), no momento em que muitos habitantes da cidade chegavam ao trabalho.

De acordo com a secretária de Relações Exteriores da Índia, Nirupama Rao, o autor do ataque "veio até o muro externo da embaixada com um carro cheio de explosivos".

Imagens gravadas no local mostram que alguns carros foram incendiados pela explosão.

Uma testemunha, Habib Jan, afirmou à BBC que algumas das vítimas do atentado são civis.

"Um (Toyota) Corolla estava estacionado na frente da embaixada indiana. Era hora do rush, cerca de 10 minutos depois de eu ter chegado ao escritório quando ouvi a explosão", disse.

"Havia muitos trabalhadores limpando a rua no momento, a maioria deles foi morta", afirmou Jan.


Bomba destruiu região da embaixada da Índia / AFP

Publicidade

Após a explosão, o porta-voz do Talebã, Zabiullah Mujahid, afirmou, por meio de um comunicado online, que o autor do ataque era um homem afegão que explodiu seu veículo na parte de fora da embaixada.

De acordo com o Ministério do Interior afegão, 17 pessoas morreram e 63 ficaram feridas. Quinze dos mortos eram civis afegãos e um deles era policial. Este é o quarto ataque a bomba em Cabul desde agosto.

De acordo com o correspondente da BBC, Martin Patience, após um período de relativa tranquilidade, os ataques na cidade aumentaram, provavelmente devido à publicidade que eles obtêm.

Leia mais sobre Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG