Atentado mata alto funcionário e mais 4 na Somália

Mogadíscio, 11 mar (EFE).- Um alto funcionário de segurança somali e mais quatro pessoas morreram hoje por causa da explosão de uma bomba colocada na beira de uma estrada em Mogadíscio, informaram à Agência Efe fontes da Polícia e testemunhas.

EFE |

O coronel Obayd Mohamud Mohammed, que foi chefe de segurança dos ex-primeiros-ministros Ali Mohammed Ghedi e Nur Hassan Hussein, morreu junto com o irmão, dois guarda-costas e mais outra pessoa, segundo a Polícia.

Uma testemunha disse à Efe que as vítimas estavam em um veículo e, "após passarem diante de nós, vimos o automóvel explodir e todos os ocupantes morreram".

"A bomba, acho, foi ativada por controle remoto, porque a estrada estava muito movimentada e explodiu justamente quando passava o veículo, que parece que era o alvo", acrescentou a testemunha.

O porta-voz da Polícia, coronel Abdullahi Hassan Barise, confirmou à Efe a morte de Obayd Mohamud Mohammed por causa de uma bomba que atingiu seu automóvel e disse que ele "tinha saído de seu escritório e deveria se reunir conosco em uma conferência sobre a segurança na cidade" de Mogadíscio.

"Não sabemos quem são os criminosos que o assassinaram, mas morreu com outras quatro pessoas, entre elas seu irmão e dois agentes de segurança", acrescentou Barise.

Barise condenou o assassinato e apontou como suspeita a milícia fundamentalista islâmica radical Al-Shabaab, que não comentou nada sobre o atentado. EFE ia/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG