Atentado mata 10 na Índia

Nova Délhi, 6 mai (EFE).- Pelo menos dez pessoas, entre elas seis membros das forças de segurança, morreram hoje após um atentado a bomba atribuído à guerrilha maoísta na região central da Índia, segundo informou hoje a Polícia local.

EFE |

A explosão ocorreu hoje no povoado de Sirguda, no estado de Chhattisgarh, e destruiu um trator ocupado por soldados e agentes policiais, disse à agência indiana "PTI" o inspetor geral de Polícia do distrito de Bastar, A. N. Upadhyaya.

Os membros da equipe policial estavam no trator junto com vários civis quando ocorreu a explosão.

Os mortos são dois agentes da Força Policial da Reserva Central (CRPF, em inglês), quatro oficiais da Polícia especial e quatro civis, enquanto que outros três agentes ficaram feridos.

A fonte atribuiu o ataque à guerrilha maoísta e assegurou que as autoridades ordenaram o envio de forças policiais adicionais à região.

Os maoístas propõem uma revolução na Índia e dominam amplas regiões rurais ou florestais de difícil acesso em algumas dos pontos mais pobres do país.

No último mês, os maoístas protagonizaram vários ataques violentos relacionados com as eleições indianas, cujas cinco fases serão realizadas até o próximo dia 13 e foram boicotadas pela guerrilha. EFE daa/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG