Atentado do PKK deixa 3 soldados mortos e outros 13 feridos na Turquia

Ancara, 24 dez (EFE).- Três soldados turcos morreram e outros 13 ficaram feridos -quatro deles gravemente - em um atentado do grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no sudeste da Turquia, informou a agência estatal Anadolu.

EFE |

O ataque aconteceu por volta das 18h (14h de Brasília), perto da fronteira com o Iraque, quando dois milicianos do PKK atiraram contra um veículo que levava soldados à base de sua brigada.

Este atentado aconteceu durante uma visita do primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, que está na Turquia para tratar sobre vias de cooperação para deter a guerrilha.

Sobre a mesa estava inclusive uma proposta de Bagdá de oferecer incentivos aos guerrilheiros para favorecer que depusessem as armas no norte do Iraque e voltassem para casa.

O PKK, considerado terrorista pelos Estados Unidos e pela União Européia (UE), utiliza o norte do Iraque como retaguarda para lançar ataques na Turquia, algo que causou atritos entre Bagdá e Ancara.

Ali Yerlikaya, o governador da província de Sirnak, onde está situada Cizre, o local do ataque, explicou que os soldados estavam voltando para a base após ter cumprido sua jornada militar na fronteira.

"Havia 17 soldados no jipe. Dois terroristas atacaram. Três soldados morreram e 13 estão feridos, quatro deles gravemente", explicou.

Por enquanto, não se sabe detalhes do ataque, o maior do PKK nos últimos meses. EFE dt/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG