Atentado deixa 16 agentes alfandegários mortos em Xinjiang

Dezesseis agentes alfandegários morreram e 16 ficaram feridos na manhã desta segunda-feira em um ataque contra seu posto em Xinjiang, região muçulmana do noroeste da China, segundo a agência Nova China, a quatro dias dos Jogos Olímpicos de Pequim.

AFP |

Dois homens jogaram um caminhão contra o posto alfandegário, indicou a agência oficial, indicando que os agressores foram detidos. Granadas também foram usadas no ataque.

Um grupo de exilados chineses da etnia uigur confirmou que um posto da região muçulmana chinesa de Xinjiang (noroeste) foi alvo do ataque.

Dilxat Raxit, porta-voz do Congresso Nacional Uigur, uma organização com sede na Europa, indicou à AFP que o ataque foi cometido contra o posto fronteiriço de Kashgar (oeste de Xinjiang, próximo ao Paquistão), controlado pela Polícia Armada do Povo da República Popular da China.

Raxit afirmou que a população uigur estava indignada com a onda repressiva iniciada pelas autoridades chinesas às vésperas dos Jogos.

De acordo com o porta-voz, a Polícia efetua prisões "arbitrárias" de uigures, que são considerados "terroristas" em qualquer parte da região.

Nos últimos meses, as autoridades chinesas indicaram que havia ameaças terroristas contra os Jogos Olímpicos de Pequim e apresentaram em particular Xinjiang como foco potencial.

ger/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG