Atentado de Damasco foi ação suicida de origem islamita

O atentado com carro-bomba de sábado que matou 17 pessoas em Damasco foi uma operação suicida executada por um terrorista procedente de um país árabe vizinho, vinculado a um movimento islamista, informou a agência oficial síria SANA.

AFP |

"A investigação preliminar comprovou que o veículo que explodiu no sábado no sul de Damasco entrou por um posto de fronteira de um país árabe vizinho e que o terrorista que o dirigia o detonou ainda dentro do carro", afirma a SANA.

O atentado de sábado foi o ataque mais grave cometido na Síria desde a década de 90. Até o momento a autoria não foi reivindicada.

    Leia tudo sobre: ataque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG