Atentado contra veículo de embaixada britânica fere 4 no Iêmen

Polícia procura autores do ataque, que lançaram um projeto contra o carro e fugiram

EFE |

Pelo menos quatro pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira em um atentado contra um carro da embaixada britânica em Sana, capital do Iêmen, numa área próxima à várias representações diplomáticas, entre elas a do Reino Unido.

Fontes policiais disseram que três dos feridos são pessoas que passavam pelo local da explosão. O quarto ferido é um funcionário da embaixada britânica, segundo a Chancelaria do Reino Unido. O funcionário estava dentro do carro no momento do ataque.

Em declarações à Radio 5 da rede BBC, o secretário de Assuntos Exteriores britânico, William Hague, disse que todos os diplomatas do Reino Unido permanecem "em suas casas ou na embaixada" no Iêmen. "É um lugar difícil e perigoso para trabalhar", afirmou.

Segundo as fontes policiais iemenitas, os homens lançaram um projétil contra o carro e fugiram. Foi aberta uma operação de busca aos autores do atentado.

Em 28 de abril, um terrorista suicida detonou uma bomba junto ao carro do embaixador do Reino Unido no Iêmen, Tim Torlot, que saiu ileso do atentado. O governo de Sana atribuiu esse ataque a uma célula da rede terrorista Al-Qaeda, que fixou no Iêmen sua base de operações para a Península Arábica.

Três meses depois, em 26 de julho, um tiroteio sem vítimas ocorreu nos arredores da embaixada do Reino Unido em Sana. No início do ano, em janeiro, a embaixada britânica no Iêmen tinha sido fechada por motivos de segurança durante dois dias depois que a dos Estados Unidos fez o mesmo devido a ameaças da Al-Qaeda.

    Leia tudo sobre: iêmengrã-bretanhaterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG